SPFW

SPFW44 parte 2

E vamos dar continuidade sobre o que rolou na semana de moda. Essa edição teve um toque especial, eu senti que de alguma forma as marcas estão quebrando padrões. E a gente viu muito claro isso em muitos desfiles. Um belo exemplo disso, foi o desfile de GLÓRIA COELHO. Ela questionou padrões de beleza em relação a idade, e trouxe modelos diferentes como Julia Petit, Camila Coelho, Aline Moraes e Paola Orleans. As peças foram inspiradas na série “The Crown” da Netflix, todas muito sofisticadas e românticas, o que já é a cara da marca.

O desfile de Patbo sempre é um dos mais aguardados, eu sou fã real dos modelos da mineirinha. E nessa edição, ela trouxe uma vibe retrô, com muito mix de estampa, bordados e cores quentes.

A Animale, também apostou em um desfile diferente. Em sua loja da Oscar Freire, convidou algumas celebridades para vestirem os modelos da nova coleção. E ao invés de fazer um desfile convencional, elas saiam de carros que estacionavam na frente da loja, e circulavam para dentro, mostrando todos as peças.

E um dos desfiles mais comentados da edição, com certeza foi o da Lab. Emicida e seu irmão Fióti arrasaram no quesito diversidade e street. A trilha sonora foi um rap cantado por Emicida tão envolvente que colocou todo mundo pra dançar. Os modelos eram pessoas reais, cheias de estilo e autoconfiança.

E pelos corredores da Bienal, vi o verdadeiro See Now Buy Now (veja agora, compre agora). Uma valorização incrível do trabalho artesanal e da arte. A revista Glamour tinha uma bicicleta cheia de livros, onde a gente podia deixar um livro e levar outro, super bacana.

Em parceria com a Canon, Léo Faria (fotógrafo de street style), encheu a bienal com algumas fotos maravilhosas de alguns looks mais legais que já fotografou. O projeto EQUALS trouxe figuras tridimensionais, coloridas, em proporções humanas, fez um convite a imaginação e expressão.

Essa edição do SPFW 44 foi muito especial. Eu vi um Brasil que se reinventa em meio a crise, e que está quebrando padrões. Eu vi funk e rap na passarela, e manequim 48 ser aplaudido de pé. Eu vi uma galera que pensa de uma maneira mais sustentável, e revista de moda incentivando a ler. Eu vi a moda além de um amontoado de roupas em modelos sempre iguais. Talvez isso não mude o mundo, mas com certeza, vai começar a mudar o mundo de alguém.

Espero que tenham gostado galera, até a próxima. 😘<<
p>

4 comentários em “SPFW44 parte 2

  1. Eu não fui, mas também amei essa edição, achei super divertido esses desfiles diferentes, trabalho na Oscar Freire e vi esse burburinho do desfile da Animale!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s